8/12/2013

era uma vez uma diva, #5 (em Sevilha)

Era uma vez uma diva, que era tão diva, tão diva, tão diva que...

Após uma longa e esgotante sessão de degustação de tapas lá assumiu ter gostado das croquetas de jamón. A custo, lá nos fez o obséquio de comer duas, mas só os rabinhos, que são crocantes. O resto fica para vocês.




2 comentários:

  1. Tem mãos largas, a diva. Ela de certeza que não vos queria a passar fome.

    ResponderEliminar